• Luana Pegorin

Resenha - O Médico e o Monstro, Robert Louis Stevenson

"Uma coisa é modificar a curiosidade, outra é vencê-la".

Robert Louis Stevenson, O Médico E O Monstro.

O Médico e o Monstro é um daqueles livros de suspense que nos fazem querer ler páginas após páginas sem nem sequer notarmos: a narrativa é hipnotizante, no melhor sentido da palavra, a ponto de nos sentirmos presentes dentro da história, junto com Mr. Utterson, o advogado que investiga o misterioso caso do Dr. Jekyll, caso este que o leitor também é convidado a solucionar, em meio a tantos fatos obscuros e crimes aparentemente incoerentes. O Autor escocês, Robert Louis Stevenson, publica em 1886 essa obra que foi um sucesso instantâneo: 40 mil cópias nos primeiros seis meses, e esse número é ainda mais amplo quando consideramos que eram poucos os que sabiam ler naquela época.


Este livro é certamente um dos clássicos mais famosos da literatura, do qual as pessoas se lembram até hoje. Personagens como o Hulk, Harvey Dent e até mesmo o Professor Aloprado foram inspirados em Dr. Jekyll e Mr. Hyde. A obra não é somente um livro para se ler: é objeto de discussões acerca das intenções do autor com a dualidade do Dr. Jekyll, e é assim desde que foi publicado. Pouco tempo depois e já houveram adaptações em teatros, e em 1920 a história chega a Hollywood em sua mais célebre versão.


Sinopse
Seria possível sintetizar a parcela de maldade que nos compõe e nos livrar dela, nos tornando seres inteiramente bons? E caso fosse possível, seria desejável? O médico e o monstro narra a história de um homem respeitado, cujas relações com um personagem sórdido, de aparência grotesca, faz com que seus amigos desconfiem de que ele está sendo vítima de chantagem. Empenhados em ajudá-lo a libertar-se desse suposto explorador, começam a investigar os vínculos entre os dois homens. A psicanálise reafirmaria as ideias propostas no livro, mostrando a presença irrefutável, em cada um de nós, de um Mr. Hyde mau, deformado, inescrupuloso e vingativo, e de um Dr. Jekyll bom, agradável, virtuos e humano.


Mr. Utterson é um advogado austero e singelamente reservado, que executa seu trabalho nas ruas de Londres. Homem de poucos amigos, ainda há dois que preservaram desde os tempos passados: o cético Dr. Lanyon e o afamado Dr. Jekyll. Este último se fez ausente em eventos sociais e até mesmo em encontros banais com seus amigos: após parar de trabalhar, Henry Jekyll se manteve mais distante do que o comum, o que despertava certa curiosidade em todos que o conheciam pela sua renomada carreira profissional. De que estaria ele se ocupando?


"O castigo para um erro chega anos após a lembrança o ter esquecido, e o amor-próprio, condenado." O Médico e o Monstro

Um certo rapaz, de baixa estatura e semblante abominável, de nome Edward Hyde, cuja presença causa calafrios sem motivo em que o vê, ganha a afeição de Dr. Jekyll, que lhe confia tarefas e compromissos diários, e assim, passa a fazer parte de seu testamento, algo que Mr. Utterson, por ser o advogado regente dos documentos, desconfia dessa relação inusitada entre os dois, e se coloca disposto a investigar o que na verdade se passa: a companhia dele que vamos mergulhando nos detalhes dessa narrativa.

Dr. Jekyll sempre acreditou que todos nós temos um lado bom e um mau, uma parte nossa que se inclina a fazer o bem e agir conforme a civilização, e outra que tende a ação vil e aos vícios que nós oprimimos. Isso é o que faz do livro uma narrativa profunda e intensa, refletindo sobre esses dois lados de nossas personalidades, nos mostrando como podemos agir com essa dualidade que, infelizmente é presente dentro de nós. É um livro surpreendente e uma ótima recomendação para qualquer um. A cada reflexão que ele proporciona, juntamente com o terror e o suspense, é mais uma experiência para tirarmos nossas opiniões.



"É verdade, gostei de viver. Mas às vezes penso que, se soubéssemos de tudo, não teríamos tanta pena de morrer". Robert Louis Stevenson, O Médico E O Monstro.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Papel branco
  • Facebook
  • Instagram

© 2021 por Luana Lyrrou.