• Luana Pegorin

O Método Snowflake: Para Partir de uma Ideia Simples

Atualizado: Jan 2




Como Surgiu?


Autor de seis livros e vencedor de uma dúzia de prêmios, Randy Ingermanson tem um método singular de escrever seus livros e organiza-los, método que ele mesmo criou. Após ter revelado seu segredo para o mundo, vários autores adotaram sua maneira de escrita, já que ela permite que você projete sua história de etapa por etapa. Se você quer evitar os pequenos problemas de lógica da sua história, quando se sentar para escrever, como um fato que não faz sentido ou uma cena desnecessária, esse método vai te livrar do ato de revisar cada detalhe do seu texto, pois ele já terá feito isso para você.


Introdução: Benefícios do Método


O Método Snowflake, traduzido como Floco de Neve, em sua essência significa partir de uma ideia simples, da menor parte da sua história, para depois de todas as etapas, ter a estrutura detalhada e fragmentada do seu livro em mãos. Assim como um floco de neve, você começa com uma frase, e vai adicionando detalhes e mais detalhes, resolvendo situações lógicas que tomariam seu tempo mais adiante, sem contar que analisando sua história de detalhe em detalhe, muito lhe será esclarecido. Mesmo não tendo sua trama inteira decidida, esse método também te ajuda no desenvolvimento da história, basta ter uma ideia simples.


Antes de começar, lembre-se que isso é só um esboço, feito para te ajudar a se organizar e enxergar a sua ideia, não se preocupe em deixar cada etapa perfeita. Apenas escreva, e se não estiver gostando do que está fazendo, ótimo! Ainda bem que descobriu isso agora, sem precisar ter gastado horas se dedicando. Mude o rumo de sua trama e ajeite sua história!


As 10 Etapas do Método Snowflake


1) Em uma hora, escreva uma sinopse de uma frase sobre a sua história.


Bom, é isso que chamamos de Logline, a frase que tem a essência da sua trama. Se quiser saber como escrever uma Logline perfeita, já temos um artigo sobre isso aqui. Mas, resumidamente, evite colocar o nome do seu personagem, ofereça as características dele, escreva o seu objetivo, e o que o impede de conquista-lo, e lembre-se: menos é mais!



2) Em mais uma hora, expanda essa frase em um parágrafo.


Escreva a premissa, a ideia inicial, os maiores desastres e o fim. É válido lembrar que para Ingermanson, baseado na lógica dos três atos de uma história, ele afirma que tramas são feitas de “três desastres e um fim”. O primeiro desastre corresponde ao final do primeiro ato, o segundo se encontra no meio do segundo ato, já o terceiro no final do segundo ato, que impulsiona que a história se mova para o fim.


Esse parágrafo de Cinco frases deve conter:

  1. Introdução do mundo e a premissa

  2. Desastre um

  3. Desastre dois

  4. Desastre três

  5. Fim


3) Faça o mesmo com os personagens.


Em uma hora escreva uma página contendo:

  1. Nome

  2. Logline do arco do personagem

  3. Objetivo (O que ele quer)

  4. Motivação (O que ele precisa)

  5. Conflito (O que o impede)

  6. Epifania (Como ele muda)

  7. um parágrafo do arco do personagem


4) Transforme as cinco frases do passo 2 em cinco parágrafos.


5) Escreva uma descrição de uma página para cada personagem importante.


E para os secundários, escreva meia página. Escreva tudo sobre seus personagens: Como ele reage, porque reage assim, o que gosta e o que aprende, como muda, comportamento, desgostos, infância, o que vai acontecer com eles. Além disso, Ingermanson aconselha escrever também escrever a história do ponto de vista dos seus personagens: como cada um encara os fatos?


6) Expanda cada parágrafo do estágio 4 para uma página.


O criador do método afirma que “isso é bem divertido porque você está desenvolvendo a lógica da sua história e fazendo decisões estratégicas”. Realmente, enxergar os detalhes e decidir os pequenos rumos que levam a sua trama a uma direção maior é o que diferencia tantas histórias.


7) Expanda os seus personagens mais uma vez.


É a hora de colocar tudo o que pensa sobre eles no papel, leve quanto tempo for necessário.


8) Faça uma lista de todas as suas cenas.


A melhor maneira de organizar e visualizar essa etapa é a colocar tudo em uma planilha. Faça uma coluna com as cenas numeradas verticalmente, e horizontalmente pense nos detalhes do que acontecerá, e coloque qual será o problema dessa cena, a sinopse entre outros que achar necessário.


9) Expanda cada linha da suas cenas em um parágrafo.


É importante lembrar que o próprio autor não faz mais esse passo, já partindo para o último. Porém é muito aconselhável que faça essa etapa, para maior aprofundamento e conhecimento de cada cena.


10) Vai lá e escreva!


Agora que sua história está estruturada, os personagens estão formados, e o mais importante: você conhece a sua trama melhor do que ninguém. Assim, tendo a direção e o rumo conhecidos, poderá escrever a sua tranquilamente, com todas as informações necessárias. Além disso, os detalhes já estarão resolvidos e você não vai gastar horas tendo que quebrar a cabeça para decidi-los. Vai e escreve a sua história!

35 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo