• Luana Pegorin

Comentário Sobre Memórias Póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis


"Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver dedico como saudosa lembrança estas memórias póstumas" Machado de Assis.



Inaugurando o realismo brasileiro com uma visão pessimista e irônica, Memórias Póstumas de Brás Cubas é uma biografia escrita por um defunto protagonista e narrador da obra, publicada em 1881.


Ao decorrer do livro, Brás Cubas, o então "defunto autor", compartilha com o leitor lembranças de sua vida no século XIX, que misturando-se com o ponto de vista do personagem, nos revela que o mesmo era uma pessoa comum com uma vida rica em reflexões e aprendizados.


O romance tem foco para a relação entre Virgília e Brás Cubas, cujo o romantismo idealizado dá espaço ao realismo pessimista.


O livro é um convite para a reflexão sobre legado humano, o que é acentuado pela participação do filósofo Quincas Borba, com sua teoria humanista.


Assim como é uma leitura clássica e fundamental, a obra é um grande marco na literatura brasileira, em que Machado de Assis é considerado um dos maiores escritores nacionais. Não só recomendo como é uma obra necessária.

Aa

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Papel branco
  • Facebook
  • Instagram

© 2021 por Luana Lyrrou.